Como proteger sua marca de perfis falsos na internet e mídias sociais

Como proteger sua empresa de perfis falsos nas midias sociais - kobal

Este post tem a finalidade de ajudar a todos que estão começando a utilizar as mídias sociais. Grandes empresas e personalidades já sofrem com este tipo de problema desde que a internet é internet.

COMPRA DE DOMÍNIOS
Nos anos 90, houve grande histeria para se comprar domínios livres contendo o nome de marcas e produtos famosos para que quando uma empresa desejasse tê-los, fosse obrigada a comprar do espertalhão que comprou antes e agora queria revender obtendo altíssimas margens de lucro.

Isso gerou muitos processos onde a empresa deveria provar que era detentora do registro da marca antes da compra do domínio feita pelo mal intencionado.  Isso provado, o domínio volta para o poder da empresa assim que ela paga por ele e o mal intencionado pode ser processado. Basicamente é isso,  e ressalto que estou passando apenas um apanhado geral. Caso algum especialista em cyber direito ou direito autoral deseje comentar este ponto sinta-se à vontade, principalmente sobre legalidade deste ato. Basta clicar aqui para comentar.

PERFIS FALSOS
Atualmente, os perfis de personalidades famosas no twitter e outras mídias sociais ganharam uma certificação que comprova que o perfil de fato são deles. Muitos são obrigados a criar perfis com o termo “real” ou “oficial” junto ao nome pois diversas versões contendo nome e sobrenome já foram registradas.


Personalidades precisam ser criativas para criar o nome dos seus perfis, como Luciano Huck que usa Huckluciano ou Willian Boner que usa realboner , ambos no twitter.

Perfis no Facebook falsos e Fan Pages falsas podem ser ações de “trollagem”, gíria utilizada na internet para especificar atitudes de brincadeira, de mau comportamento, e que costumam ser naturalmente desconsideradas pelos usuários que desejam de fato seguir o perfil , fan page ou site real da empresa ou pessoa que procuram ou conhecem.

CONTEÚDO COPIADO
Há muitas técnicas que podem ser praticadas nas internet para obter vantagem sobre concorrentes que são consideradas desleais, entre elas as famosas black hat, que podem gerar o banimento da indexação do Google.
Muitos sites na web, principalmente blogs, copiam conteúdo alheio e publicam de forma automatizada com objetivo de obter o maior tráfego possível que possa clicar nos links patrocinados via Ad Sense do Google e assim obter remuneração de 50% do valor do clique praticado. Isso fez com que o Google lançasse o Panda Update que tem foco principal em privilegiar conteúdo e experiência de alta qualidade para o usuário final. No longo prazo isso irá beneficiar os sites voltados para gerar a melhor experiência possível para o usuário final.

O BÁSICO PARA PROTEGER SUA REPUTAÇÃO NA WEB

Se você ou sua empresa está passando por uma situação semelhante aqui vão algumas dicas para que você mostre a veracidade do seu perfil e qualidade de conteúdo. Assim, nas situações mais graves, que caracterizem má fé esplícita de concorrentes querendo levar alguma vantagem ou prejudicar você e sua empresa, você terá deixado de forma explícita informações claras de uso de imagem e conteúdo sem autorização prévia que serão argumentos a seu favor em caso de ações judiciais.

1. Registre a Marca da sua empresa

Registrar a marca não é um processo barato, mas é importante a partir do momento que você tem certeza de que o nome que pensou não existe no seu mercado de atuação e de que você vai se empenhar em fazer o negócio acontecer e tornar-se viável.  Lembrando que se você não registrar e não fizer nenhum tipo de pesquisa de nomes e marcas com algum especialista em registro de marcas você poderá ter a surpresa de que alguém registrou a marca e entrou com alguma ação judicial contra você.

2. Registre o suamarca.com.br e as principais variações

Para impedir a ação de concorrentes ou pessoas de má fé, registre todas as variações do domínio da sua marca. O valor é anual e você pode registrar os domínios nacionais diretamente no registro.br por R$30,00 cada domínio. Por exemplo, suponhamos que você tem uma padaria. Veja os domínios que seria interessante você registrar para proteger sua reputação:

www.suamarca.com.br

www.suamarcapadaria.com.br

www.suamarca.net.br

www.suamarcapadaria.net.br

www.suamarca.org.br

Já a versão www.suamarca.com e www.suamarcapadaria.com deverão ser registrados através de um provedor de hospedagem que permita este registro.

Você elegerá o domínio principal como www.suamarcapadaria.com.br e os demais deverão ser apontados com redirecionamento 301 para o domínio principal.

 

3. Tenha uma página no seu site com a sua política de privacidade

Nesta página você irá deixar claro em quais situações e qual tipo de conteúdo poderá ser copiado e de que forma deverá ser feita a citação da fonte do conteúdo para que não seja considerado algo como roubo de propriedade intelectual.

Também deverá deixar claro que não se responsabiliza por conteúdos de qualquer espécie publicados em sites, mídias sociais ou qualquer outro tipo de veículo de divulgação de conteúdo que não sejam os canais oficiais divulgados no site oficial e nos pontos de venda.

Avise que a utilização de forma indevida do conteúdo está sujeita a todas as penalidades previstas em lei. Este tipo de informação também é muito comum de constar no rodapé de mensagens de e-mail.

 

4. Aviso de direito autoral no rodapé do site e mensagens

Aplique sempre a inforção “Todos os direitos reservados para Nome da Marca” nas comunicações que você realizar e no seu site também.

 

5. Divulgue quais são os endereços oficiais de comunicação na internet

Inclua nos seus materiais de comunicação o endereço do site oficial e das mídias sociais oficiais para deixar evidente qual é o endereço oficial.

 

6. Crie os perfis oficiais nas principais mídias sociais

Há centenas de mídias sociais por ai e todo dia aparece uma nova.  Pelo menos crie o perfil nas principais:

  • Twitter
  • Linkedin
  • Facebook
  • YouTube
  • Flickr
  • Orkut

Também é interessante ter o perfil oficial em alguns serviços como Google, Skype e Messenger.

Hoje em dia você poderá integrar várias destas mídias sociais com as publicações feitas no seu blog. Também há várias ferramentas pagas de gestão de mídias sociais onde você atualiza todas de uma vez só. A que eu uso é o HootSuite.

 

7. Ative um blog e produza conteúdo de forma constante

Não tem fórmula mágica. Ou você bota o seu cérebro para funcionar e produz conteúdo relevante para os usuários do seu site que se interessam pelo que você faz ou você paga para alguém produzir.

Se você não produz conteúdo relacionado a você ou sua empresa, outros estarão produzindo e serão eles que estarão em evidência nos resultados de busca, nas mídias sociais, no boca-a-boca que for gerado entre seguidores. Produzir conteúdo de qualidade e de forma constante é o fator chave para construir a sua reputação na web e consolidá-la fora dela.

 

8. Crie diálogos

Mostre que há pessoas do outro lado dos sistemas de blog e mídias sociais dispostas a interagir com os usuários, resolvendo problemas. Publique comentários negativos e não apenas positivos e responda os negativos mostrando o que você está fazendo para resolver. Isso dá credibilidade pois todo mundo sabe que todos cometem erros e que não existe apenas coisas boas nas empresas.

Uma das funções da internet e mídias sociais é humanizar as relações das marcas e empresas com as pessoas.

O mundo mudou. As regras de comunicação e interatividade mudaram e vão continuar mudando dia após dia. Quem vai decidir se acompanha esta mudança ou não é você. O que não pode é ficar parado vendo as novas gerações criarem empresas do zero, e fazê-las crescer com o que a internet pode oferecer.

 

Tá esperando o quê para começar? O mundo voltar a ser o que era? Vai morrer esperando.

 

Perguntas, Respostas e Comentários